Cultivo da Virtude - Vida Nova Cap. XXV

PDF por Nova Ordem de Jesus. 06/02/2016 - 14 min leitura
#vidanova #mensagens #novaordemdejesus #virtude

A Terra está em princípio de ascensão a um grau evolutivo pelo qual já passaram outros mundos igualmente habitados por se­res espirituais apenas mais evoluídos, porque também mais velhos do que os atuais habitantes da Terra. A ascensão a que em breve atingirá este vosso planeta, requer de todos os seus habitantes uma certa colaboração no sentido de facilitar o processo transitório, ou seja, ajudar com a emissão de pensamentos bons, sãos, elevados, a mudança necessária com um mínimo de abalos em sua estrutura.

Eu me explicarei melhor. A vida planetária está estreitamente relacionada com o nível e o volume das vibrações mentais emitidas pela totalidade dos seus habitantes. Se estes se esmeram na emissão somente de vibrações de alto nível moral, de maneira que o seu conjunto possa proporcionar às Forças Superiores elementos capazes ­de promover mudanças tranqüilas e pacíficas quando estas se fizerem necessárias, grandes coisas podem suceder em benefício de todos, do planeta inclusive, sem que seus habitantes cheguem a sentir abalos físicos na estrutura do planeta. Todo o trabalho espi­ritual presentemente iniciado no meio terreno visa precisamente a esse objetivo: elevar o quanto possível o nível das vibrações men­tais dos seres humanos, a fim de reduzir ao mínimo os efeitos sen­síveis das operações em curso para a transformação planetária terrena.

Todo o empenho do Alto é, por conseguinte, em fazer des­pertar quantos seres humanos aqui se encontram, para que preve­nidos estejam no momento em que determinados fatos se positivem em meio ao trabalho já em andamento no interior do planeta. Po­derá talvez causar espécie a alguns leitores, o fato de lhes dizer que o trabalho já está em andamento no interior da Terra, quando sua aparência é a de um bloco compacto, seja na parte sólida como em sua superfície líquida, onde nenhuma abertura visível existe por onde trabalhadores tivessem podido penetrar. O fenômeno ex­plica-se facilmente à luz da vida espiritual, quando todos sabem que para os Espíritos nada existe de impenetrável.

Os Espíritos gozam do privilégio de poder penetrar através da matéria, não havendo para eles nenhum obstáculo em varar os corpos sólidos, desde que isso se torne necessário. Nestes dias da segunda metade do século, iniciou-se o trabalho preparatório das transformações do solo ter­reno, havendo presentemente alguns milhares de operários espiri­tuais em plena atividade junto ao coração do planeta, preparando os elementos que deverão aparecer em breve na superfície, modifi­cando, regulando, melhorando as condições externas da Terra, a fim de adaptá-las às necessidades das gerações vindouras. Já foi dito em páginas anteriores que a parte do solo terreno atual inadap­tado à produção de alimentos é muito grande, sendo por isso im­prescindível transformar esses setores em campos de produção. Para que essa transformação se realize, há necessidade de revolver o solo em profundidade, mudando-lhe também a topografia, como se faz necessário à obtenção das áreas de produção. E como uma em­presa desse tipo não poderá ser realizada com o simples derrame de maior ou menor volume de chuvas, há necessidade de algo que possa modificar a própria estrutura do solo, demolindo elevações, destruindo rochedos onde os houver, e dando nova topografia ao lo­cal. Para conseguir-se tal efeito, é que se preparam na profundi­dade dessas áreas os elementos que há seu tempo se encarregarão de operar as modificações necessárias, podendo dar-se que esse tra­balho chegue aos vossos ouvidos com algum estrondo, dando-vos a impressão de que poderosa carga de dinamite acabou de explodir na pedreira mais próxima, cujo eco se projetará por centenas ou talvez milhares de quilômetros em volta.

É exatamente para que todos estejam prevenidos, que as Forças Superiores, sob a chefia imediata de Nosso Senhor Jesus, empreen­deram e estão tentando levar a todos os lares esta Grande Cruzada de Esclarecimento, pois que muito sofreria o Senhor Jesus se alguns dos filhos presentemente na Terra, viessem a dispersar-se na imen­sidade do Cosmos pelo fato de não terem sido avisados do fenô­meno em perspectiva. Cabe, pois aqui um novo conselho a todos os encarnados, que é o seguinte: cientes como estão dos fatos em vias de se positivarem, uma só preocupação devem então alimentar, que é a de se manterem em perfeita harmonia com essas Forças Superiores, entre as quais devem encontrar-se as Entidades de sua devoção particular, e a elas se mantenham permanentemente liga­dos, como se tratasse, vamos dizer, de um próximo naufrágio em pleno oceano. Essa ligação deve ser comparada àquele objeto que constitui a aspiração mais imediata de quantos se vêem de um instante para outro lançados à mercê dos elementos: o seu salva-vidas.

Vindo por minha vez dizer-vos estas palavras a convite de Nosso Senhor, eu o faço verdadeiramente emocionado pelo fato de me encontrar por momentos no solo terreno, donde há muito me afastei para servir ao Senhor em outros setores da vida espiritual. Minha presença entre vós, traz-me profundas recordações de minha última encarnação na Terra, quando tanto me esforcei em preparar caminhos à religião e à filosofia, no meu entender de então os que melhor poderiam conduzir os homens à bem-aventurança. Se o consegui ou não, é coisa que não me cabe julgar. Contudo, do exame a que tenho procedido em minha vida de Espírito livre da matéria, tem-me parecido que algo realizei de realmente útil na Terra, donde me chega vez por outra o eco de citações do meu nome, entre vários dos vossos filósofos. O Senhor Jesus, de quem tenho recebido variadas missões de serviço divino, houve por bem agraciar meu pobre Espírito com formoso galardão, mal chegado que fui ao meu plano espiritual, cuja honra excepcionalmente gran­diosa me deu a convicção de haver cumprido o meu dever entre vós. Tudo isto está, entretanto, tão distanciado dos dias presentes, que já não consigo penetrar o âmago dos assuntos que então tanto me preocuparam na Terra, deixando-os de boa mente ao julgamento dos meus estimados irmãos encarnados.

Desejo afirmar-vos nesta minha presente visita ao vosso meio, que nenhum dos seres humanos encarnados através de milênios, por mais culta e desenvolvida que seja a sua mente, pode formar uma idéia aproximada, enquanto encarnado, dos tesouros espirituais que no Alto se oferecem àqueles que tiverem a felicidade de pautar sua existência terrena pelos caminhos do bem e do amor aos seus semelhantes. No dia em que cada homem ou mulher se compene­trar de que pode tornar-se um segundo e autêntico Jesus, mediante o traçado de um procedimento realmente correto, digno, exemplar para os seus companheiros de jornada, nesse dia cada homem ou mulher que assim fizer, passará a ser como o próprio Jesus, um Ser Superior, capaz de operar verdadeiros fenômenos que poderão valer por autênticos milagres. Convém que todos vos compenetreis, meus filhos, de que quando Nosso Senhor declarou que “qualquer de vós pode fazer o que faço ou ainda melhor”, não o fez pelo desejo de que o imitásseis, mas sim, com a segurança absoluta de que as coisas que fez, podem ser repetidas por qualquer filho encarnado, desde que se prepare devotadamente para isso.

Todos sabeis que a condição indispensável ao Espírito encarnado ou não, para rea­lizar certos fenômenos, relacionados com a felicidade, a saúde e o bem-estar dos filhos da Terra, é encontrar-se em perfeita harmonia com as leis da Natureza, as leis divinas, ao alcance de todos. E quem assim se encontrar, quem houver traçado e cumprido um programa de vida terrena escoimado de tudo o que possa afastá-lo da convivência das Forças Superiores que presidem e superinten­dem a vida terrena, quem tal houver conseguido pela pureza e cor­reção de seus atos e pensamentos, esse alguém passou a representar em verdade, uma das inúmeras potências espirituais, cuja voz, ali­mentada pela chama da sua fé na presença do Senhor Jesus a seu lado, passa a traduzir uma ordem que será cumprida em quaisquer circunstâncias.

Sabendo-se que não existem milagres porque tudo tem a sua explicação, tanto no solo terreno como nos planos do Além, qual­quer realização assim considerada, nada mais é do que a aplicação certa e consciente da lei divina ao alcance de todos os filhos de Deus, em todos os mundos do Universo. O de que apenas se neces­sita para movimentar determinada lei com o desejado êxito, é a existência de condições para isso. É necessário apenas o cultivo da virtude pessoal em todos os sentidos, o que se encontra na exclusiva dependência de cada um. Do cultivo da virtude nasce e prospera o cultivo da fé, dado que ambas constituem o primeiro ornamento da personalidade humana. Se, pois, vos entregardes decididamente ao cultivo da virtude em todos os vossos atos, vendo em vossos semelhantes uma partícula da Divindade como vós próprios o sois, e desta maneira considerardes que vós e os vossos semelhantes sois igualmente queridos por Nosso Senhor, e, por conseguinte, não fareis aos vossos semelhantes senão o que a Nosso Senhor faríeis, eu aqui vos declaro com toda a minha sinceridade de Espírito redimido, que podereis transformar em boas todas as más ações com as quais porventura vos defrontardes. Vossa vontade acionada pela força da virtude e iluminada pela radiosidade da vossa fé, operarão verda­deiras maravilhas, capazes inclusive de colocar o mundo a vossos pés.

Experimentai seguir por este caminho, pelo qual, com um mí­nimo de esforço, chegareis sem o sentir à categoria de quem assim vos fala e todo o bem vos deseja - SÃO TOMAZ DE AQUINO

 

Not. biogr. — São Tomaz de Aquino — 1226-1274 — O maior teólogo da Igreja. Nasceu no castelo de Roccaseca, no reino de Nápoles, em 1226, tendo desencarnado em Fossa Nuova, a 7 de março de 1274. Descendente dos condes de Aquino, era primo do imperador Frederico II. Foi educado entre os frades de Monte-Cassino, e ingressou na Ordem de São Domingos em 1243, apesar da tenaz resistência da sua família. Na Abadia do Monte-Cassino o pequeno Tomaz devotou-se profundamente ao estudo, e aos dez anos de idade iniciava os primeiros elementos de latim; e aos treze anos já conhecia grande parte do Saltério, dos Evangelhos, e das Epístolas de São Paulo. Tendo o im­perador da Alemanha ocupado e fechado a Abadia, Tomaz de Aquino trans­feriu-se para a Universidade de Nápoles, onde prosseguiu na sua extraordi­nária formação cultural, tendo recebido ai o grau de Doutor em Teologia, matéria que lecionou durante dez anos em Paris, Roma e Bolonha.

São Tomaz de Aquino destacou-se notavelmente entre os maiores teó­logos da lgreja pela sua inteligência superior, e pela pujança da sua cultura projetada através de numerosas obras que podem dividir-se nas seguintes ca­tegorias: apologéticas, polêmicas, exegéticas, poéticas, filosóficas, e ainda as­céticas, místicas e teológicas. As obras de Tomaz de Aquino são conside­radas como fontes abundantes e seguras, escritas numa linguagem precisa e sem metáforas, onde o bom senso prático, o conhecimento da alma, a ciên­cia teológica e a experiência pessoal, combinam-se admiravelmente. Toda a obra de São Tomaz de Aquino representa a escolástica na sua pureza, em teologia e filosofia.

A desencarnação de São Tomaz de Aquino ocorreu aos quarenta e oito anos de idade, quando o Doutor Angélico seguia por ordem do Papa para o Concilio de Lyão, tendo sido atribuída, na ocasião, a envenenamento por ins­tigação do rei Carlos I da Sicília, opinião que é sustentada por Dante, em “Purgatório”, mas o fato não foi apurado. São Tomaz de Aquino foi cano­nizado em 1323 pelo Papa João XXII. Conta-se que os seus restos mortais foram disputados, encontrando-se o braço direito em São Jacques, Paris, e outros membros em Salerino, Nápoles, e o resto de seu corpo em Roma. A obra principal de São Tomas de Aquino é a “Súmula Teológica”, que contém a síntese de sua doutrina, elaborada por ele no fim da vida, numa erudita ex­posição científica do Cristianismo.

Esta mensagem é parte do livro Vida Nova, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Vida Nova. Agradecemos pela leitura e ficaremos muito felizes se o seu desejo for o de compartilhar a mensagem com seus amigos e familiares.

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Mais de Vida Nova - Mensagens do Livro

Nosso Senhor e os Poetas - Vida Nova Cap. XXIII

As obras do Senhor Jesus, executadas na Terra pelas Forças Superiores através de suas ligações com Espíritos encarnados, pre­viamente instruídos e...
Leia a Mensagem

O Importante Papel da Mulher - Vida Nova Cap. XXVIX

Os homens que constituem a humanidade deste fim de século, assim como as mulheres a quem foram confiadas missões relevan­tes, sejam como esposas, mães e educadoras das...
Leia a Mensagem

O Método da Longevidade - Vida Nova Cap. XLIV

Aqueles dos encarnados da hora presente que tiverem a ven­tura de assistir à transposição do próximo século, daqui a pouco mais de três dezenas de...
Leia a Mensagem

Esta mensagem é parte do livro Vida Nova, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Vida Nova.

Compre Impresso
Download PDF

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Nova Ordem de Jesus

(51) 99739-9884   darcidickel@novaordemdejesus.com.br
Rua Ludwig Wagner, 84. Bairro São Paulo.
CEP 95780-000. Montenegro, RS . Brasil.

"A palavra que o Senhor Jesus está difundindo na Terra através destas mensagens, deve ser ouvida e meditada por quantos tiverem a ventura de conhecê-la em sua presente vida terrena." - Apóstolo Thomé