As almas-engenheiros da caravana - Corolarium Cap. LXXVI

PDF por Nova Ordem de Jesus. 11/05/2016 - 16 min leitura
#corolarium #novaordemdejesus #mensagens #mãemaria #nossasenhora

As almas-engenheiros da caravana. — O processo religioso duma população calculada em sessenta bilhões de almas. — A sobrevivência como base de todos os sistemas religiosos. — Organizações religiosas muito importantes. — Navegação marítima com “asas flutuantes”.

 

Prosseguiremos em companhia das almas que visitam o grande Saturno, o gigante do espaço infinito, onde vivem e evoluem muitos milhões de milhões de almas num estado já bem mais adiantado do que as que vivem na Terra. Acompanhando em pensamento aquelas almas caravaneiras, desejamos conhecer desde logo observações de interesse para a vida terrena. Voltemos então a Saturno para alguns dias mais de estudo e observação.  As almas-engenheiros da caravana mostraram-se satisfeitíssimas com as observações realizadas no centro de aviação, e durante o resto do dia continuaram estudando os esquemas que puderam levantar em torno dos melhoramentos existentes na aviação saturnina. A maior dificuldade para as almas-engenheiros estava em poderem gravar devidamente no próprio subconsciente aqueles melhoramentos para os trazerem à Terra em breves anos. Isto, porém, acontecerá com a ajuda das Forças Superiores, atentas ao progresso da vida terrena. Depois de conhecerem os modernos processos de segurança na aviação saturnina, desejaram as caravaneiras conhecer o sistema religioso ou crenças religiosas existentes no gigantesco planeta, e nesse propósito se dirigiam às almas saturninas nos seguintes termos:

— Queridas irmãs saturninas: antes de encerrarmos esta nossa tão agradável visita ao vosso grande e belo planeta, ainda gostaríamos de conhecer o processo religioso da população saturnina. E então perguntamos: existe aqui um sistema religioso adotado por toda a população, ou procede cada qual nesse terreno segundo a própria crença? Poderíeis esclarecer-nos?

— Com muito gosto o faremos, irmãs terrícolas. Para começar diremos que não existe aqui um processo religioso abrangendo toda a população saturnina. Sendo a população calculada em mais de sessenta bilhões de almas, seria realmente impossível a filiação de todas elas a um único sistema religioso. Existem assim vários sistemas abrangendo cada qual um número avultado de almas, e numerosos princípios filosóficos, segundo a região em que vivem as almas. Poderemos dizer, contudo, que todos os sistemas aqui existentes e praticados com verdadeira devoção pelos respectivos adeptos baseiam-se na sobrevivência das almas após o decesso do corpo, e na sua evolução em vidas sucessivas. Cultua-se então neste planeta e com grande fervor a existência de um Ser Supremo a dirigir as pessoas em sua existência no corpo físico, acompanhando-lhes os passos e os atos para um julgamento futuro. Esta filosofia é que aproxima e mantém unidas as almas encarnadas, desejosas de poderem merecer as graças daquele Ser Supremo quando tiverem de encerrar sua existência no planeta. Sucede, porém, que o estado evoluído dos habitantes de Saturno já lhes permite a compreensão da necessidade que existe para todas as criaturas se manterem unidas no mesmo pensamento de harmonia e felicidade, ajudando-se mutuamente sempre que houver oportunidade. Este é o pensamento fundamental de todos os credos existentes neste grande planeta.

— Estamos verdadeiramente encantadas, queridas irmãs saturninas, com a vossa descrição. Concluímos, então, que a própria índole do povo saturnino já o conduz a esse estado de fraternidade. Um ponto ainda gostaríamos de esclarecer, que é o seguinte; há aqui mentores ou sacerdotes, incumbidos de orientar ou conduzir as almas no campo religioso?

— Sim, queridas irmãs terrícolas. Existem neste planeta algumas organizações religiosas para esse fim, e muito importantes. Falaremos em primeiro lugar de três destas organizações, dirigidas, segundo a crença geral, por seres espirituais, incumbidos de difundir o espírito de fraternidade entre os seres viventes. Estas organizações são acessíveis às criaturas humanas, situando-se também, segundo a crença, nos três pontos mais elevados do planeta. Diz-se que esses três pontos se comunicam frequentemente com a Corte do Ser Supremo que dirige o planeta, e dela recebem instruções e avisos a serem divulgados entre a população. Não existem propriamente construções materiais nos três pontos elevados nos quais devem residir as Entidades a quem nos referimos. Alguém, contudo que tentou aproximar-se de um desses lugares, declarou sentir-se de tal maneira ofuscado pelas claridades recebidas que resolveu desistir de o conhecer mais de perto e retornou à planície. O que todos aceitam, porém, é que esses três lugares privilegiados do planeta recebem do mundo espiritual de Saturno quanto se torne necessário difundir no solo saturnino. Vem depois um segundo estágio ou categoria de mentores constituída de homens possuidores de grandes conhecimentos e reconhecidas virtudes, os quais, segundo a crença, entram em contato mental ou telepático com os dirigentes espirituais dos três pontos já citados. Segundo a crença generalizada, estes homens virtuosos, também chamados Sacerdotes Maiores, em certas ocasiões passam dias inteiros entregues a profunda meditação, durante a qual se comunicam com os pontos privilegiados, e deles recebem informações e advertências que devem difundir entre a população. Estes Sacerdotes Maiores, assim designados pela população, vivem quase isolados em castelos situados nas montanhas, e muito dificilmente são vistos na planície. Vem depois, finalmente, a terceira categoria de mentores religiosos, designados Sacerdotes Menores, cuja função é manter-se em contato com a população nos templos, auscultando suas necessidades e problemas, e transmitir-lhe conselhos e advertências recebidas do estágio superior. Esta categoria de sacerdotes conserva-se presente o dia inteiro nos templos, prontificando-se a ouvir e atender qualquer membro da população que necessite de falar-lhes. Bem recentemente, sucedeu desenvolver-se em certas regiões deste planeta uma epidemia terrível, que mais tarde se soube oriunda de uma onda atmosférica impregnada de germens terrivelmente maléficos. Os dirigentes espirituais daqueles três postos mais elevados, cientes da aproximação daquela onda maléfica, agiram com tal eficiência nos avisos transmitidos aos Sacerdotes Maiores, e estes aos Menores, que toda a população se preparou para resistir a essa epidemia. Com tudo isso, a mortandade ainda foi grande, sobretudo entre as pessoas desidiosas. Pela violência com que a epidemia se apresentou, não fossem as providências e precauções tomadas, uma boa parte da população saturnina teria regressado ao mundo espiritual. Isto que acabamos de dizer pode dar-vos uma idéia aproximada de como funcionam neste planeta as organizações incumbidas do processo religioso. Deveremos acrescentar, entretanto, que toda a população se entrega diariamente à prática religiosa, seja no comparecimento aos templos espalhados por todas as cidades, seja no próprio culto nos lares, onde existe sempre o chamado quarto de oração. Neste local a família se reúne diariamente para dar graças ao Criador pelo dia findante, e rogar novas graças para o dia seguinte. Neste detalhe podeis bem avaliar o que vem a ser o espírito religioso dos saturninos:

— Ficamos maravilhadas com mais esta interessante exposição acerca do espírito e das práticas religiosas no vosso grande e belo planeta. Sobretudo, impressionou-nos muito agradavelmente o conhecimento de que o próprio Criador, o Ser Supremo, dispõe em Saturno de pelo menos três postos de serviço ou de comunicação. Isto é belo e bem reflete o estado de adiantamento espiritual da população saturnina. E ficamos então a imaginar quando poderá contar a Terra, aquele pequenino ponto luminoso que vemos tão distante de Saturno, com um posto de serviço semelhante a estes que existem no vosso planeta gigantesco. Recebei, pois, os nossos sinceros agradecimentos, almas saturninas, a quem tanto queremos, pela gentileza com que nos distinguis.

Esta era uma observação das mais importantes para as almas caravaneiras: conhecerem algo a respeito do processo religioso de Saturno. Ficaram então muito satisfeitas em conhecê-lo através das três categorias de mentores religiosos ali existentes. Um detalhe que certamente as caravaneiras desconheciam, é que também existe na Terra um posto de serviço espiritual relacionado com o Mundo Superior, e em funcionamento permanente. Seu dirigente poucas vezes é visto, e isto mesmo quando necessita de ajudar ou socorrer alguém no solo terreno. Este posto de serviço espiritual funciona há vários séculos no Himalaia, cujo dirigente, de tão antigo, já não possui o corpo físico, mas o reintegra quando necessário. Seu nome é Babaji, um grande servidor e amigo do Senhor Jesus. Sua permanência naquela Montanha Sagrada permite ao Senhor Jesus enviar à Terra intensas vibrações de amor e fraternidade, que o iluminado Espírito de Babaji se incumbe de difundir por toda a superfície do planeta. É este um fato que bem poucas pessoas conhecem, graças ao qual muitas e grandes idéias estão sendo irradiadas a todos os recantos do planeta. A partir deste século os serviços executados até agora exclusivamente pelo Grande Espírito de Babaji estão sendo ampliados com a vinda de mais duas Grandes Entidades, uma vez que, crescendo a população terrena, faz-se necessária também maior assistência. Passados então os trabalhos de reestruturação em curso na superfície terrena, tempo será de reorganizar o sistema de comunicação entre o mundo espiritual e o mundo terreno, visando-se a uma maior presença do mundo espiritual no vosso mundo. Babaji contará então com dois novos companheiros em suas atividades incansáveis naquela Montanha Sagrada se a mesma continuar de pé, ou, em caso contrário, onde melhor convier. Não vos admireis em eu assim me referir à Montanha Sagrada do Oriente, uma vez que existem probabilidades de vir a mesma a ser demolida no desenvolvimento do processo transformatório da Terra. Se tal suceder, bem possível seja pensar o Senhor Jesus neste continente sul-americano para a instalação dos seus serviços na Terra.

Acompanhemos, novamente, as nossas irmãs caravaneiras em Saturno, em suas novas observações. Satisfeitas com a informação recebida acerca do processo religioso e seus mentores em Saturno, as caravaneiras, prestes a encerrarem a visita ao grande e adiantado planeta, ainda desejavam conhecer algo a respeito da navegação marítima ali praticada, e neste sentido dirigiram sua indagação às bondosas almas saturninas. Estas, com a sua proverbial gentileza e boa-vontade, assim se manifestaram:

— A navegação marítima entre nós, cremos ter atingido à perfeição. Sendo imensamente extenso o nosso planeta, não lhe basta a navegação aérea somada à de superfície, que é também intensa. Os nossos mares fornecem então um admirável campo de comunicações que a população utiliza na maior escala possível. Isto se faz por meio de transportes que poderemos dizer gigantescos, de outros menores, e de inúmeros outros, até individuais. Falaremos destes últimos em primeiro lugar. Os transportes individuais são pequenas embarcações que se deslocam sobre o mar apenas em sua partida e chegada. Durante o percurso elas se mantêm cerca de um a dois metros acima do nível, graças ao seu tipo de motores de aviação. Seus motores acionam a embarcação pelo mesmo processo dos aviões, não necessitando da hélice marítima. Alcançam grandes velocidades e podem conduzir até dez pessoas. Sendo de propriedade particular, nós as consideramos na classe dos transportes individuais. Este tipo de embarcações é aqui bastante usado para transportes e passeio, e são absolutamente seguras. Possuem todas aquele mesmo dispositivo que já conheceis pelo nome de piloto invisível, que contribui decisivamente para a ausência também de acidentes no mar. Falaremos agora dos grandes transportes de passageiros que trafegam entre uma e outras cidades marítimas com toda a regularidade. Estes transportes também chamados saturninos, são tão confortáveis que seus usuários sentem-se como em seus próprios lares. Há tudo neles para tornar as viagens excepcionalmente agradáveis: jardins, parques de diversões, cachoeiras, salões belamente iluminados, música e toda sorte de diversões se encontram nestes grandes transportes. Suas máquinas moderníssimas não oferecem o menor ruído e o que é mais importante, possuem um dispositivo que os torna absolutamente serenos, nos mares permanentemente encapelados de Saturno. Sim, queridas irmãs terrícolas; os nossos mares apresentam-se permanentemente perigosos, de tal modo encapelados, que os transportes tiveram de proteger-se contra os naufrágios, que eram muitos antigamente. Agora não; com o tipo de asas flutuantes os transportes marítimos singram os mares na maior segurança e tranquilidade de seus passageiros.

— Asas flutuantes, vós dissestes, queridas irmãs; poderíeis dizer como funcionam? Pelo que ouvimos trata-se de um grande invento para proteger a navegação marítima.

— Sim, queridas terrícolas; as asas flutuantes, são uma espécie de flutuadores longitudinais aplicados aos transportes, com a missão de amortecer o impacto tremendo das ondas quando estas se apresentam terrivelmente violentas. Estas asas flutuantes recebem o impacto e se contraem, amortecendo a violência continuada do mar. Os passageiros apenas apreciam o fenômeno, mas não o sentem.

— Belo dispositivo esse, queridas irmãs. Gostaríamos de poder apreciá-lo de perto. Poderá ser amanhã?

— Estamos às vossas ordens, queridas irmãs.

Prosseguiremos no próximo capítulo.

Deixo-vos aqui a bênção que o Senhor vos envia por meu intermédio, e a minha própria que eu vos ofereço de todo o coração.

Esta mensagem é parte do livro Corolarium, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Corolarium. Agradecemos pela leitura e ficaremos muito felizes se o seu desejo for o de compartilhar a mensagem com seus amigos e familiares.

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Mais de Corolarium - Mensagens do Livro

Uma bela escultura simbolizando a Fé: Um Anjo de braços estendidos para o Alto - Corolarium Cap. LXVIII

Uma bela escultura simbolizando a Fé: Um Anjo de braços estendidos para o Alto. — Prodígios da Fé. — Uma fonte luminosa realmente extraordinária....
Leia a Mensagem

Nada acontece por acaso no Universo - Corolarium Cap. XLI

Nada acontece por acaso no Universo. — A única preocupação que devereis alimentar. — A vida que nós vivemos no Além. — Os valores...
Leia a Mensagem

Utilidade do raciocínio - Corolarium Cap. X

Utilidade do raciocínio: ele pode mudar o rumo de muitas vidas para o caminho certo. — O hábito de falar da vida alheia e as consequências que pode acarretar. —...
Leia a Mensagem

Esta mensagem é parte do livro Corolarium, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Corolarium.

Compre Impresso
Download PDF

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Nova Ordem de Jesus

(54) 3461-2412   darcidickel@novaordemdejesus.com.br
Rua Valter Jobim, 282. Bairro Planalto.
CEP 95185-000. Carlos Barbosa, RS. Brasil.

"A palavra que o Senhor Jesus está difundindo na Terra através destas mensagens, deve ser ouvida e meditada por quantos tiverem a ventura de conhecê-la em sua presente vida terrena." - Apóstolo Thomé