Os filhos de Deus da civilização findante - Elucidário Cap. XLVII

PDF por Nova Ordem de Jesus. 16/02/2016 - 14 min leitura
#elucidario #paulodetarso #novaordemdejesus

Os filhos de Deus da civilização findante - Aos compositores e artistas - Um método para todos - Uma verdadeira fonte inspiradora - Vamos renovar e elevar as obras musicais da Terra - Jesus manda incentivar artistas e poetas

Os filhos de Deus, que constituem a civilização findante no mundo terreno, têm em suas mãos o seu próprio destino a partir destes dias finais do século. Tanto podem ascender a um plano de vida tranqüila e feliz, onde não existem problemas nem canseiras que os possam preocupar, como poderão voltar a viver na Terra quando as condições da vida terrena serão bem melhores do que as atuais. Os filhos de Deus, que vivem presentemente neste pequeno mundo, já alcançaram, de um modo geral, condições de experiência que lhes permitem optar por alguma maneira de viver no mundo espiritual, dedicando-se cada um ao gênero de atividades da sua preferência. Aqueles que apreciarem as belas-artes encontrarão ali um campo vastíssimo ao seu dispor, onde poderão desenvolver e aperfeiçoar os conhecimentos que possuírem, que devem ser ainda rudimentares em face do grande aperfeiçoamento já alcançado pelos vários setores desse gênero. A música e a pintura, sobretudo, são praticadas em certos planos do mundo espiritual de maneira a produzir nos seus felizes habitantes um verdadeiro deleite do Espírito, num ambiente que aqui poderemos designar de sonho. Devo dizer-vos estimados leitores, que a música praticada nesse plano de vida, constitui um tão grande bem-estar e felicidade para os ouvintes aficcionados, que para muitos deles não existe maior prazer que não seja ouvir e fazer música quando a sabem fazer. As melodias no Alto nos deleitam permanentemente, não podem sequer ser definidas pela palavra porque sua beleza e encanto são apenas senti­dos e apreciados pelos felizes habitantes do plano. Neste particular todos nós gostaríamos que os compositores inspirados no plano terreno se dispusessem a captar mentalmente do plano invisível, um simulacro que fosse das melodias que ali se produzem, e as com­pusessem na Terra para deleite de quantos as pudessem ouvir. Estou bem certo de que se isso fosse possível, haveria no plano terreno uma renovação geral das vossas músicas do presente, algumas bastante grosseiras e até indesejáveis. Eu sugeriria aos compositores musicais da Terra que se preparassem convenientemente para captar as belas melodias projetadas do Alto por Entidades também interessadas em difundi-las no meio terreno. A preparação, que eu considero necessária para a captação das melodias do Alto, consiste de bem pequeno esforço para aqueles que desejarem recebê-las. Sabendo-se que todos os compositores possuem mais ou menos desenvolvido um ascendente mediúnico, através do qual conseguem receber a inspiração que lhes permite compor suas músicas, o que devem fazer então, é entrar num estado mental de concentração ou de êxtase, durante o qual seu Espírito irá buscar nos planos superiores as harmonias que lhes permitirão compor músicas verdadeiramente belas para os seus ouvintes.

Os compositores da Terra podem entrar em contato inclusive com os maiores mestres da música que passaram pela Terra, e que no Alto continuam a estudar e produzir novas composições as mais refinadas, visto como o Espírito livre da matéria pode aprimorar indefinidamente os seus dotes artísticos. Assim pois, toda a vez que determinado compositor encarnado se dispuser a penetrar no mundo espiritual em busca de inspiração para seus trabalhos, não faltarão especialistas do mundo invisível desejosos de ajudá-lo nesse propósito. Eu darei a seguir um método para ser usado pelos estimados irmãos que desejarem produzir belas melodias musicais. Este método é o seguinte: - Escolham um ou dois dias na semana de preferência na parte da noite quando as vibrações atmosféricas são mais calmas, e recolham-se a um cômodo onde possam estar em absoluto sossego. Sentem-se confortavelmente, tendo papel e lápis à sua frente, e entrem no estado de concentração mental, durante o qual o pensamento se afastará dos assuntos habituais do ambiente terreno. Esse ato deve ser considerado importante, tão importante, por exemplo, como este em que escrevo estas linhas, para o que o meu intermediário se encontra isolado no seu gabinete, e só dá início ao nosso trabalho conjunto após a elevação de uma prece ao Senhor Jesus, pedindo-lhe a necessária ajuda. Para mim que desejava há muito me comunicar com os meus irmãos da Terra, o encontro deste amigo assim preparado e desejoso de trabalhar, foi uma verdadeira felicidade. Os livros recebidos por ele estão circulando e bastante procurados porque são realmente bons, portadores de ideias e conselhos vindos de muito alto, exatamente para servir e ajudar a quantos os adquiriram.

No caso da música o processo é muito semelhante para não dizer igual. O compositor interessado em captar novas e belas melodias do plano extraterreno, terá que proceder desta mesma maneira.­ Iniciará por um exercício durante o qual irá grafando no papel os sons que lhe forem sendo inspirados, sejam eles ao final aproveitáveis ou não. O que vale no caso é o exercício, a preparação. Se for homem de fé e elevar previamente a sua prece ao Senhor para que o inspire e ajude, pode estar certo o meu estimado irmão de que receberá dessa maneira composições musicais verdadeiramente extraordinárias, capazes de promover a renovação de tudo quanto existe atualmente. O ascendente mediúnico é característico de todos os escritores e compositores, apenas mais desenvolvido ou menos desenvolvido. Cultivada então esta faculdade maravilhosa pelo processo da concentração mental, podem ficar certos uns e outros de que poderão produzir trabalhos realmente excepcionais. Eu tenho no Alto vários amigos que deixaram seus nomes na Terra aureolados pela beleza de suas composições musicais, nomes que todos vós conheceis e admirais. Eles gostariam de encontrar elementos encarnados desejosos de produzir obras grandiosas no campo musical, porque têm verificado com certa tristeza que não surgiram na Terra, após a sua partida, obras musicais semelhantes às deixadas por essas Entidades. Resolvi então tratar do assunto no presente capítulo com o desejo que também nutro de que surjam, entre os compositores deste século, alguns que se disponham a grandes empreendimentos. Aqueles que tal coisa desejarem, têm nas minhas palavras o método a seguir, mediante o qual encontrarão no plano invisível uma verdadeira fonte inspiradora. Muito feliz eu me sentirei então se minha sugestão puder ser aproveitada com êxito. Façamos então o seguinte acordo: - Como estou sendo veículo da ideia para os meus leitores, e desejoso também que surjam grandes obras musicais no mundo terreno, proponho que os meus estimados irmãos que desejarem praticar o exercício mediúnico de captar inspiração no mundo espiritual, se dirijam a mim em pensa­mento, seja ao nome com que assino este livro, seja mesmo ao título com que me distinguiu a Igreja de Roma, e eu me incumbirei de pôr os meus estimados irmãos compositores ou candidatos a sê-lo em comunicação com as fontes inspiradoras do mundo espiritual. Eu bem sei qual o volume de trabalho que me estou arranjando com este oferecimento, estimados irmãos. O meu desejo de cooperar é porém tão grande, que prometo desdobrar-me o suficiente para atender a todos os interessados. Vamos, pois, à cooperação! Vós na Terra e nós do Alto, vamos renovar e elevar as obras musicais da Terra, ao nível, pelo menos, daquelas que vos foram legadas no passado e que ainda hoje fazem o deleite das almas refinadas que as assistem. No momento em que estas palavras escrevo, estou sendo assistido por algumas Entidades especializadas na música, as quais me asseguram que nem um só pedido feito da Terra deixará de ser atendido, desde que consiga chegar até elas. Eu fico por isto ainda mais seguro de poder encaminhar o pensamento de quantos desejarem contribuir para a renovação e engrandecimento das obras musicais existentes neste mundo terreno.

Isto posto, eu direi aos demais interessados nas belas-artes, como a pintura, a escultura e toda a escala já praticada no vosso mundo, que podem usar o mesmo método ensinado aos músicos, para buscarem inspiração para a sua arte. O mundo espiritual está repleto de Grandes Almas desde muito afeiçoadas à prática das belas-artes, as quais anseiam por encontrar continuadores na Terra, a quem possam ajudar por meio da inspiração atenta e oportuna. De um modo geral, todas as pessoas que se dedicam às belas-artes na Terra, se identificam pela posse de almas delicadas, afeitas à prática do belo em suas existências pretéritas. Tendo conseguido permissão para voltar à Terra, essas boas almas se decidem uma vez mais pela especialidade que as seduz, e ei-las a enriquecer o meio em que vivem com seus belos quadros retratando aspectos poéticos da natureza em que suas almas sonhadoras vivem imersas, ou na moldagem de belas esculturas do que lhes pareça digno da sua arte. O Senhor Jesus olha com particular simpatia para todas essas delicadas almas, as­sim como o faz em relação aos poetas da Terra, cujo destino é precisamente oferecer aos seus contemporâneos e porvindouros, algo diferente e mais agradável do que aquilo a que os demais se entregam em busca da fortuna e da abastança. Jesus sabe que nem os artistas nem os poetas abrigam no íntimo a ideia mesmo remota do enriquecimento, o que se lhes depara como absolutamente impossível, mas sentem-se felizes espiritualmente na confecção de belas obras, as quais ninguém, como eles próprios, sabe apreciar em seu justo valor. Por isso o Senhor Jesus determina aos seus emissários no meio terreno, e assim a quantos no Alto estejam em condições de o fazer, que cooperem no que puderem para que as duas classes citadas encontrem facilidades na concretização de suas belas concepções artísticas. Creio não laborar em erro ao afirmar que até ao presente, que eu saiba, ainda nenhuma alma de artista se despe­diu da Terra legando testamento aos seus herdeiros. A regra tem sido partirem em meio a uma pobreza digna, como terão vivido, porém recebidas essas almas no seu plano de vida espiritual, em meio às maiores demonstrações de alegria dos seus irmãos em arte, recebendo nessa ocasião um galardão de luzes que nenhuma fortuna terrena é capaz de produzir. Respeitemos e amemos por conseguinte todas as almas de artistas que vivem entre vós, pelo muito em que elas se empenham em amenizar com os reflexos da sua arte, o que a vida terrena possui de áspero e grosseiro para as almas delicadas.

Citando embora apenas algumas classes de artistas que por sua delicadeza merecem a especial simpatia do Senhor Jesus, eu desejo esclarecer que aquela simpatia do Senhor se dirige igualmente a outras classes de artistas viventes neste plano físico, uma vez que cada classe de almas se especializa no setor que melhor se harmoniza com as suas tendências e aptidões, cuja característica consiste principalmente em produzir algo de belo ou de útil para regalo ou conforto dos demais, sem a ambição do industrial, por exemplo, cujo objetivo natural, aliás, é sempre o enriquecimento. Portanto, fiquem certos os músicos, os poetas, os pintores, escultores e quantos se empregam em atividades afins, que, embora suas atividades lhes não proporcionem mais do que o necessário para viver, dispõem na vida de uma simpatia especial do Senhor Jesus, simpatia que os acompanhará em seu regresso ao Espaço, já então transformada em bênçãos e luzes para seus Espíritos.

Estou adivinhando que membros de outra importante classe de artistas - os escritores - hão de reparar não os tenha eu englobado no tema deste capítulo. Trata-se realmente de artistas do pensa­mento, aos quais muito deve a cultura do mundo terreno. O assunto não me foi permitido para o presente capítulo, porém espero poder incluí-lo ainda neste livro, se tiver permissão para isso. Eu por mim sou grande admirador dos escritores, pelo muito que tem feito em todos os tempos pelo desenvolvimento do Espírito com suas obras, suas imagens e suas narrativas. Os escritores são em geral todos médiuns, porque é em face do seu ascendente mediúnico que eles recebem certas imagens e concepções magníficas em favor do progresso terreno. Eu direi aqui neste momento, apenas, que benditos sejam os escritores da Terra, porque um galardão os espera também por ocasião do seu regresso ao mundo espiritual. Benditos sejam, pois, todos os escritores da Terra!

Esta mensagem é parte do livro Elucidário, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Elucidário. Agradecemos pela leitura e ficaremos muito felizes se o seu desejo for o de compartilhar a mensagem com seus amigos e familiares.

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Mais de Elucidário - Mensagens do Livro

Planejamento de um mundo em formação - Elucidário Cap. XXXII

Planejamento de um mundo em formação - Plano de constituição da Terra - A monumental ramificação dos condutos de água, vista como obra da Natureza...
Leia a Mensagem

Impacto no interior do globo terrestre - Elucidário Cap. XV

Impacto no interior do globo terrestre - Fato de há muito previsto - Grandes transformações de estrutura - Previstas desencarnações em massa - O trabalho no...
Leia a Mensagem

Os deuses de antanho, pura imaginação fantasiosa - Elucidário Cap. II

Os deuses de antanho, pura imaginação fantasiosa - Pequeno esboço histórico do progresso humano - Todos os homens são irmãos - Ninguém se encontra...
Leia a Mensagem

Esta mensagem é parte do livro Elucidário, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Elucidário.

Compre Impresso
Download PDF

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Nova Ordem de Jesus

(54) 3461-2412   darcidickel@novaordemdejesus.com.br
Rua Valter Jobim, 282. Bairro Planalto.
CEP 95185-000. Carlos Barbosa, RS. Brasil.

"A palavra que o Senhor Jesus está difundindo na Terra através destas mensagens, deve ser ouvida e meditada por quantos tiverem a ventura de conhecê-la em sua presente vida terrena." - Apóstolo Thomé