AJUSTAMENTO DA SUPERFÍCIE TERRENA - 125ª Mensagem de Ensinamentos Espirituais

PDF por Nova Ordem de Jesus. 11/05/2016 - 13 min leitura
#novaordemdejesus #livro #novaordem

Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 21-8-1971
Rio de Janeiro - Brasil

 

AJUSTAMENTO DA SUPERFÍCIE TERRENA - ALMAS DE ELEVADO NÍVEL EVOLUTIVO ESTÃO CHEGANDO A TER­RA - DIVINDADE O ALVO DE TODA A FÉ - A LEI DAS AFINIDADES ENCAMINHA AS ALMAS NO ALÉM.

 

OS FATOS QUE ESTÃO OCORRENDO em várias re­giões da Terra constituem a execução dos planos de há muito elaborados pelas Forças Superiores do mundo espiritual, exatamente para este fim de século e de civilização, e não ocorrências fortuitas ou imprevistas.  Isto já foi largamente ex­plicado através das numerosas obras mediúnica se também nas Mensagens do Senhor Jesus, não havendo, por conse­guinte, motivos de estranheza nem de surpresa para as di­versas populações atingidas. A superfície terrena está sen­do ajustada às necessidades da população, com o objetivo de oferecer ao homem novas e extensas áreas cultiváveis, onde até agora existiam elevações montanhosas de nenhuma utilidade para a população.

Com as modificações em curso na estrutura do pla­neta, também estão sendo lançados os fundamentos da no­va civilização constituída em parte pelas almas aqui encar­nadas a partir da segunda metade do século findante, e em parte pelas almas que virão a Terra a partir do ano 2000. As almas que vão constituir a nova civilização do mundo ter­reno foram longamente preparadas no mundo espiritual, de­vendo por isso operar determinadas modificações em rela­ção à vivência humana neste pequeno planeta. Há necessi­dade de se estabelecer na Terra o princípio da solidarieda­de e da fraternidade entre todas as almas encarnadas, de maneira a se constituir um ambiente de harmonia e bom en­tendimento entre todos os núcleos da população, tal como àquele que existe no mundo espiritual. Num ambiente de paz, harmonia e entendimento, todos os seres humanos po­derão auferir as maiores vantagens espirituais durante a sua permanência no corpo, acrescentando novos e  podero­sos  focos de luz  ao seu diadema espiritual.

As almas que estão reencarnando no solo, terreno, e muitas das quais já aqui se encontram na casa dos vinte anos, são almas possuidoras de um elevado nível evolutivo adquiridos em longos séculos de encarnações vividas na Terra, numerosas delas possuidoras de conhecimentos ad­quiridos nesse passado longínquo, os quais as mesmas tentarão aplicar agora na Terra. Taís conhecimentos abrangem quase todos os setores da vida humana, os quais todas vós haveis de apreciar pelo progresso e desenvolvi­mento que imprimirão a vida terrena.

O Senhor Jesus agora instalado no solo terreno, está acompanhando de perto os acontecimentos que se estão ve­rificando nas diversas regiões do planeta, onde numerosas equipes de Entidades altamente evoluídas dirigem o aten­dimento e o socorro às almas que forem atingidas pelos acontecimentos. O Senhor Jesus põe uma grande preocupa­ção em torno desses fatos, para que nenhuma alma atingi­da venha a sofrer em conseqüência de sua inesperada desencarnação. Não há  porém, surpresa para as  Forças Supe­riores nesses acontecimentos, visto como todos eles foram devidamente previstos na elaboração dos planos ora em exe­cução. Se alguma surpresa tem sido registrada em determi­nados acontecimentos, é quanto ao número de almas desen­carnadas, bastante menor do que o previsto. Este fato tem causado grande alegria entre as equipes de almas socorristas, dado que o número previsto em alguns casos fora bastan­te maior do que na realidade ocorreu. O Senhor Jesus se ale­gra  igualmente com isso pela circunstância de ter sido pre­servada a vida de um grande número de almas.

Uma observação que vem sendo feita através do so­corro prestado às almas que tem partido em conseqüência dos fenômenos telúricos registrados em diversas  regiões, é quanto à existência da fé entre aquelas populações. Tem sido observado com alegria pelas almas socorristas que a grande maioria das almas desencarnadas em conseqüência dos  fenômenos telúricos, possuía a fé no coração, e por isso de atendimento muito mais fácil em face de sua pronta identificação.  Ao passo que a pequena minoria de almas assim desencarnadas, tornava-se de atendimento mais de­morado dada a falta da vibração da  fé. Verificou-se ainda o fato de existir a fé mais desenvolvida no coração das almas de mais humilde condição do que aquelas de maior evidência social, as quais se tornou mais fácil de socorrer. Es­tas almas de maior evidência social, uma vez atingidas mortalmente pelos acontecimentos, transformam-se numa espécie de objetos, em face da ausência da chama da fé nos seus corações. Para socorrer este tipo de almas  desen­carnadas torna-se necessário um certo esforço por parte das almas socorristas, em face da ausência de vibrações que as identifiquem.

Referindo-se o Senhor Jesus ao fato da existência da fé na grande maioria das almas de condições humildes que vem sendo socorridas por toda parte onde tem ocorrido fortes abalos sísmicos ou fenônemos telúricos, deseja o Senhor esclarecer que nem sempre a fé se dirige ao pró­prio Senhor Jesus por essas populações, porém freqüentemente a outros chefes espirituais, também cultuados na Terra. No Alto, porém, tal circunstância em nada  reduz o valor da fé cultivada por essas almas, visto como, qual­quer que seja o chefe espiritual visado pela fé em qualquer região da Terra, o alvo verdadeiro é sempre a Divindade, o centro e alvo de todas as vibrações emitidas pelos cora­ções terrenos. Do mesmo passo, o grande número de En­tidades cultuadas na Terra como chefes espirituais que não o  Senhor  Jesus, estão no Alto igualmente subordinadas ao Divino Mestre Jesus, a quem a Divindade entregou o go­verno deste planeta. Contai então quantas Entidades estão sendo veneradas na Terra como chefes religiosos em di­versas regiões, e tereis o número de auxiliares imediatos do Divino Mestre Jesus no encaminhamento do processo re­ligioso em todo este planeta. Se pesquisardes atentamente os cânones de todas as religiões existentes no mundo ter­reno, ireis encontrar bem resguardado em seus fundamen­tos o sagrado nome de Jesus, venerado por todos os chefes humanos dessas religiões. O fato explica-se pela circunstância de ser a cúpula religiosa do mundo terreno, pelos respectivos chefes espirituais subordinada à orientação e chefia do Senhor Jesus no mundo espiritual. Daí a razão de ser a  fé a mesma em todos os corações, seja qual for à chefia espiritual que a tenha inspirado.

Do exposto se deduz então, que a  fé é um elemento indispensável a todas as  pessoas que vivem na Terra, te­nha ela sido inspirada por Jesus Cristo, Bhuda, Krishna, Israel, ou Maomé, porque, a sua característica se define pela luminosidade existente nos corações dos adeptos de to­das as religiões. Ó essencial é que exista a fé, um dos mais belos sentimentos das almas encarnadas, mediante o qual serão as mesmas atendidas, recolhidas e conduzidas nas circunstâncias as mais diversas. Cultivar por conseguinte, a fé e engrandecê-la diariamente  por  meio da oração noturna à  Divindade, é criarem as almas encarnadas o seu pró­prio meio de socorro em meio aos acontecimentos que ocorrem. E se estes se não verificarem durante a vi­vência de uma alma  na Terra, a chamada fé, a conduzirá a seu tempo ao mundo espiritual, com toda a tranqüilidade de uma alma de fé.

Deseja o Senhor Jesus esclarecer ainda um ponto muito importante para todas as almas que vivem mais uma encarnação na Terra. É quanto à maior ou menor projeção da chama da fé que deve existir em todos os corações. Re­gressadas as almas ao mundo espiritual ao término de sua encarnação no solo terreno, à  maior ou menor projeção da sua fé é que vai determinar qual o plano a ser ocupado pelas almas regressadas do solo terreno. Assim, por exemplo, uma alma na qual a chama da fé apenas se insinue, o que se ve­rifica por sua reduzida intensidade, será a mesma encami­nhada a um plano de vida espiritual da mesma intensidade lu­minosa, proveniente da fé existente no seu coração, será en­caminhada a um plano correspondente a sua categoria, e as­sim por  diante. E sabendo-se ser a luminosidade das almas que produz a maior ou menor luminosidade dos diversos pla­nos do mundo espiritual, claro está a conveniência de todas as almas, encarnadas, ou sejam todos os homens e mulheres, se empenharem ao máximo no crescimento da sua fé, por meio da prática da sua oração sincera à Divindade, antes de se entregarem ao repouso noturno. O Senhor Jesus deseja deixar claro que nenhuma per­sonalidade terrena ou espiritual pode ajudar o crescimento da luminosidade da fé no coração das almas encarnadas. Trata-se aqui de uma virtude que só as próprias almas po­dem adquirir, a qual nada lhes custa em moeda ou bens terrenos, dependendo exclusivamente do seu contato com a Divindade. Por conseguinte, ao aportar ao mundo espiritu­al uma alma que logrou permanecer no solo terreno por mais de quarenta, cinquenta ou sessenta anos, e ali se apresenta portadora de uma minúscula velinha como conse­qüência da sua reduzida fé, ou até desprovida dela, não de­ve estranhar a determinação das Forças Superiores em se­guir o caminho umbroso do respectivo plano espiritual, por ser aquele a que fez jus em sua despreocupação enquanto na Terra. Nesse plano as almas desprovidas de luminosidade deverão assistir à passagem de muitos anos ou séculos num estado de meditação e arrependimento, por haverem des­perdiçado uma encarnação que tanto lhes custou a conse­guir.             

O Senhor Jesus não põe nesta explicação o menor  in­tuito de assustar as almas que se encontram na Terra, on­de vieram precisamente em busca de maior luz para seus diademas. Se as mesmas se deixaram dominar inteiramen­te pelos interesses da matéria, os prazeres e diversões inclusive, e não tiveram tempo de se comunicarem com a Divindade conforme lhes fora recomendado no mundo espi­ritual, se tal fato se verificou, é natural que ao regressa­rem da Terra encontrem a situação a que tenham feito jus, ou seja a vivência naquele plano escurecido já mencionado. Que esta informação possa servir, então, a todas as pes­soas que se dispuserem a recuperar o tempo perdido, são os votos e o desejo do Senhor Jesus.

Esta mensagem é parte do livro Nova Ordem de Jesus, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Nova Ordem de Jesus. Agradecemos pela leitura e ficaremos muito felizes se o seu desejo for o de compartilhar a mensagem com seus amigos e familiares.

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Mais de Nova Ordem de Jesus - Mensagens do Livro

AÇÃO DAS ALMAS ESPIRITUALMENTE ELEVADAS - 146ª Mensagem de Ensinamentos Espirituais

Ditada pelo Apóstolo ThoméEm 31-10-1971Rio de Janeiro - Brasil   AÇÃO DAS ALMAS ESPIRITUALMENTE ELEVADAS - TU­DO ACONTECE A SEU TEMPO - GRANDES IDÉIAS...
Leia a Mensagem

NENHUM HOMEM POSSUI AUTORIDADE PARA FAZER A GUERRA - 61ª Mensagem de Ensinamentos Espirituais

Ditada pelo Apóstolo ThoméEm 9-1-1971Rio de Janeiro - Brasil   NENHUM HOMEM POSSUI AUTORIDADE PARA FAZER A GUERRA - DURAS PUNIÇÕES ATINGIRAM GOVERNANTES DO...
Leia a Mensagem

DEVERES PARA COM A DIVINDADE - 93ª Mensagem de Ensinamentos Espirituais

Ditada pelo Apóstolo ThoméEm 1-5-1971Rio de Janeiro - Brasil   DEVERES PARA COM A DIVINDADE - URGENTE PRE­PARAÇÃO PARA A VIDA ESPIRITUAL - ÚNICA...
Leia a Mensagem

Esta mensagem é parte do livro Nova Ordem de Jesus, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Nova Ordem de Jesus.

Compre Impresso
Download PDF

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Nova Ordem de Jesus

(51) 99739-9884   darcidickel@novaordemdejesus.com.br
Rua Ludwig Wagner, 84. Bairro São Paulo.
CEP 95780-000. Montenegro, RS . Brasil.

"A palavra que o Senhor Jesus está difundindo na Terra através destas mensagens, deve ser ouvida e meditada por quantos tiverem a ventura de conhecê-la em sua presente vida terrena." - Apóstolo Thomé