A chegada das almas no Além - Elucidário Cap. XLIII

PDF por Nova Ordem de Jesus. 15/02/2016 - 16 min leitura
#elucidario #paulodetarso #novaordemdejesus

A chegada das almas no Além - Internamento de algumas em organizações assistenciais - Os habitantes da Terra do próximo século - O exame de consciência - A Lei de Conseqüência e as anormalidades físicas que vos constrangem

Para edificação dos meus estimados leitores, e maior esclareci­mentos dos seus Espíritos, ocupar-me-ei neste capítulo de um assunto bem pouco divulgado até agora no meio terreno, e de grande valia para o desenvolvimento espiritual dos homens e mulheres que dele tiverem conhecimento. Tratarei assim do que diz respeito à situação pessoal de quantas almas aportam aos planos do Além após deixarem na Terra os seus veículos materiais. O assunto constitui em verdade um ensinamento do maior interesse para todos, uma vez que a todos diz respeito por ocasião de sua chegada aos planos espirituais a que forem conduzidos.

Existem no Alto várias organizações que poderemos dizer modelares, destinadas especialmente às almas que regressam da Ter­ra, quase todas necessitadas de assistência espiritual, mais e menos prolongada, segundo a situação peculiar de cada uma ao fim de vá­rias dezenas de anos vividos no ambiente terreno, completamente afastadas dos respectivos planos que deixaram no Além. Em face disto, a grande maioria dessas almas recém-desencarnadas, necessita de algum tempo para se reintegrar no ambiente espiritual, para que possam despertar suas aptidões e faculdades espirituais, quase sempre entorpecidas devido à longa permanência na Terra. Assim é fácil verificarmos o que sucede nas vinte e quatro horas do dia, segundo a vossa medida do tempo, na chegada aos planos espirituais de muitos milhares de almas desencarnadas em toda a superfície do planeta, todas elas profundamente entristecidas por esse fato. Todas, não posso dizer; mas quase todas, visto aportarem lá em pequeno número, é verdade, mas sempre as há, almas que se manifestam grandemente contentes pelo seu regresso, e só desejam adaptar-se o mais depressa possível às condições da vida no Além. Encontram-se geralmente neste número, almas que cumpriram uma longa existência no corpo, chegando várias delas a desejar que a Providência Divina as viesse buscar pela já inutilidade de sua permanência na Terra, apenas dando trabalho e cuidados aos seus. Nesta situação de perfeita consciência de sua inutilidade, essas almas entregam-se dia e noite à oração e à meditação, com o que se aproximam bastante do mundo espiritual, desinteressando-se completa­mente da vida terrena. Estas almas são as que se manifestam contentes ao serem recebidas no seu plano de vida espiritual, sendo mui­to comum darem graças a Deus! ao se sentirem realmente desligadas do corpo cansado e já imprestável deixado na Terra.

Há uma outra classe de almas que se manifestam igualmente contentes e felizes em sua chegada ao mundo espiritual, que são aquelas que, vivendo embora a vida no corpo físico, souberam manter-se permanentemente ligadas ao seu plano espiritual, visitado por elas freqüentemente durante as horas de sono do corpo. Estas almas nós as identificamos prontamente pelas radiações que ostentam, sinal de que souberam aproveitar a encarnação recém-finda para se engrandecerem na prática de ações meritórias em benefício da coletividade. Trata-se, a bem dizer, de almas (Espíritos) que bem cumpriram o quanto haviam prometido ao Senhor em sua partida para a Terra, e por isso regressam satisfeitas e felizes ao seu lar espiritual para um novo estágio de repouso, enquanto se preparam para o desempenho de alguma nova missão a serviço do Senhor.

Estes esclarecimentos que aqui vos deixo são do maior interesse para todos os homens e mulheres enquanto na Terra, pela orientação que lhes fornecem acerca do acolhimento que os aguarda a seu tempo no seu plano espiritual. Acrescentarei então o que sucede às numerosas almas que viveram na Terra uma existência voltada de preferência para os interesses e prazeres da matéria, e chegam de regresso no Além profundamente entristecidas, pela circunstância de terem encerrado a sua encarnação e nada terem podido conduzir de bom, de útil para si mesmas, em sua bagagem espiritual. Casos existem em que tão profundo se apresenta o entristecimento dessas almas, que se torna necessário o seu internamento numa das organizações assistenciais existentes no Além, até que possam refazer-se moralmente, isto é, até que possam readquirir a consciência de si mesmas. Nas organizações assistenciais do Espaço existe tratamento adequado a toda espécie de enfermidades. Poderá isto parecer incrível a alguns dos meus leitores, falar-lhes eu em enfermidades no plano espiritual, mas eu me explicarei dizendo-vos que o que denominamos enfermidades no Alto, é a convicção de muitas almas de que se encontram enfermas em seu estado psíquico, e necessitam por isso de tratamento adequado. Estas são então conduzidas àquelas organizações de que falei, onde ficam internadas pelo período necessário à sua recuperação. Nessas organizações, as almas ditas enfermas encontram um corpo clínico integrado por verdadeiros cientistas, pelos quais são pacientemente atendidas e até medicadas quando necessário. Há nessas organizações, igualmente, um corpo de enfermeiras constituído de Entidades que se dedicam amorosamente aos seus doentes, e com tal devotamento o fazem, que apressam com isso a sua recuperação. Logo que os enfermos manifestam o desejo de deixar a enfermaria ao sentirem-se melhores, são levados a passear pelo imenso parque que circunda os edifícios dessas organizações hospitalares, e então as almas ditas enfermas se maravilham na contemplação dos belos jardins, lagos e pomares que ali existem. O tratamento dedicado, de par com o tipo de alimentação fornecido aos internados nas organizações existentes no Alto, conseguem recuperá-los bem rapidamente. O passeio, finalmente, pelos arredores, e a contemplação do que de maravilhoso ali existe, completa, em regra, o restabelecimento dos internados, que, ao se despedirem de seus dedicados médicos e enfermeiras não encontram expressões capazes de traduzir seu profundo agradecimento. Numerosas almas assim recuperadas manifestam grande desejo de poderem cooperar nessas organizações com o seu trabalho dedicado, e algumas o conseguem se possuírem habilitações para isso.

Vedes pelo que aí fica, como o Senhor do Mundo se preocupa com o bem-estar e felicidade dos seus guiados terrenos, não apenas enquanto os mesmos se encontram na Terra no uso integral do seu livre arbítrio, mas também, e muito, depois que eles regressam ao mundo espiritual, quantas vezes menos sadios e felizes do que quando de lá vieram para a Terra. Isto acontece freqüentemente a não poucos dos nossos irmãos encarnados que se entregam de corpo e alma, por assim dizer, às irregularidades da vida terrena, e aí se perturbam ou adoecem psiquicamente, e nesta situação se despedem do corpo para regressar ao Espaço. As almas destes nossos irmãos que enveredam por caminhos tortuosos ou se conduziram de modo contrário às leis divinas, são recebidas e encaminhadas no Alto às organizações lá existentes, a fim de se recuperarem. Outro fosse o modo de viver da maioria dos seres humanos, maior fosse o seu devotamento à oração e à meditação, mais estreito seria o seu contato com as Forças Superiores e o Senhor do Mundo, e, conseqüentemente, mais feliz e tranqüila decorreria a vida de todos os seres humanos na Terra.

Agora, entretanto, em face do que está sendo executado nesta pequena esfera, tudo se modificará no que diz respeito ao viver humano. Com a vinda de outras classes espirituais bem mais evoluídas que as dos atuais ocupantes do planeta, cessarão de todo ou se reduzirão a um número assaz diminuto as infrações morais cometidas pelos homens e mulheres do presente, como é lícito esperar. Os habitantes da Terra do próximo século, em virtude do seu grau de desenvolvimento espiritual, terão sempre presente a necessidade de se manterem permanentemente ligados ao respectivo plano espiritual, de onde receberão diariamente a inspiração e ajuda de que possam necessitar.

Voltando ao assunto inicial, do qual me afastei um pouco para referir detalhes relacionados com as organizações de tratamento espiritual, desejo prosseguir nos esclarecimentos acerca do que encontrareis todos vós, estimados leitores, por ocasião do vosso regresso da Terra. Devo dizer-vos a propósito que um fato ali verificado diariamente e da maior importância para todos, é o chamado exame de consciência que consiste no auto-julgamento dos atos praticados durante a última existência terrena. Este ato é uma espécie de obrigação irrecorrível à qual se submetem todas as almas à sua chegada no Alto, não por castigo, como poderão alguns julgar, mas pela necessidade de registrar cada uma em seus arquivos espirituais, tanto o que houver feito de bom e de útil para o seu progresso espiritual, como quanto de efeito negativo possa igualmente haver praticado na Terra. Esse registro torna-se necessário ainda com vis­tas à próxima reencarnação, quando esta se tornar possível. Os registros feitos no arquivo espiritual de cada alma é que vão influir na elaboração de um novo plano de vida terrena, fato da maior importância para todas. Se, por exemplo, nesses registros só puderem aparecer atos bons, dignos, corretos, resultantes da última existência ter­rena da alma responsável pelo registro, certo é que em sua próxima reencarnação essa alma desfrutará uma existência correspondente, isto é, pontilhada de acontecimentos bastante felizes e propícios ao seu bem-estar. Se na última roupagem terrena, uma alma teve oportunidade de ajudar sinceramente a outrem, se contribuiu nessa vivência para minorar de alguma maneira o sofrimento do seu semelhante, essa circunstância, registrada em seus arquivos espirituais, deter­minará que sua próxima encarnação se beneficie da ajuda e cooperação de que possa vir a necessitar, numa perfeita demonstração daquela lei que conheceis, a qual determina que aquele que ajuda será ajudado; aquele que engana será enganado, aquele que mata será morto, e assim por diante, retornando invariavelmente em favor ou contra o ser humano numa vida futura, o que de bom ou de mau o mesmo tenha oferecido ao seu semelhante.

Desta maneira, os registros espirituais de cada ser espiritual, todos eles da mais perfeita clareza e realidade, além de irem registrando, século após século, o curriculum exato de cada um, são consultados invariavelmente pelas Forças Superiores na elaboração do novo plano de vida a ser cumprido na Terra por todas as almas que lograrem permissão para reencarnar. É em face deste princípio que podereis encontrar entre os vossos contemporâneos, irmãos que na aparência conduzem uma cruz pesada, para usar aqui a linguagem bíblica, irmãos esses merecedores da vossa maior estima, ante o comportamento correto de que dão provas. A explicação deste fato pode ser encontrada nas linhas que aí ficam, estando esses irmãos cumprindo então, galhardamente, o plano de vida que no Alto lhes foi apresentado e que alegremente aceitaram para viver a presente encarnação, ao fim da qual uma luz nova, maior e mais brilhante será instalada em seu diadema no Alto.

A Lei de conseqüência, sábia e perfeita como de resto o são as leis divinas, é uma das leis que mais importam na vida dos homens e das mulheres, não apenas viventes neste pequeno mundo terreno, como igualmente se verifica em todos os mundos do Uni­verso. É a Lei de conseqüência a que determina a existência entre vós de pessoas cuja anormalidade física vos constrange, determinando inclusive a existência de um tão grande número de irmãos valorosos e bons, privados da luz dos olhos. Valorosos, digo eu, a respeito destes nossos estimados irmãos porque realmente o são, seja pelo fato de terem pedido ou aceito com tal privação, a sua encarnação atual, como pelo alevantamento moral de que dão sobejas provas. Eles sabem e o recordam bem claramente em sua memória espiritual, que uma encarnação passa depressa, por alongada que possa apresentar-se, que uma existência na carne não chega a representar um segundo na eternidade da vida espiritual. Se, pois, as Forças Superiores julgaram necessário propor a esses nossos estimados irmãos privados da luz dos olhos materiais, uma encarnação em tais condições, e eles da melhor boa vontade a aceitaram, certo é que, igualmente, lhes foram mostradas por antecedência todas as vantagens que tal encarnação lhes há de proporcionar. No Alto to­dos nós temos a satisfação de privar da amizade de inúmeras Entidades que registraram uma ou outra encarnação vividas na privação da luz dos olhos, ostentando agora imensos focos de luz espiritual em seus belos diademas. De uma dessas Entidades ouvi certa vez em que permutávamos impressões recolhidas ao longo de várias de nossas reencarnações, ouvi dessa radiosa Entidade ter sido uma das suas encarnações vivida em tais circunstâncias, aquela de todas a mais profícua. E assinalou que a existência terrena em que foi cego, proporcionou-lhe o ensejo de viver com o seu Espírito permanentemente no Alto, ouvindo e recebendo, mentalmente, belas harmonias peculiares ao mundo espiritual, e de tal modo o empolgavam aquelas harmonias, que o seu tempo de lazer ele o empregava religiosa­mente em viver, por assim dizer, a vida espiritual mais bela e doce que um ser humano pode viver com os pés na Terra.

Esta mensagem é parte do livro Elucidário, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Elucidário. Agradecemos pela leitura e ficaremos muito felizes se o seu desejo for o de compartilhar a mensagem com seus amigos e familiares.

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Mais de Elucidário - Mensagens do Livro

Mensageiros encarnados do Senhor - Elucidário Cap. VII

Mensageiros encarnados do Senhor - Os maiores de quarenta anos - Recepção e acomodação no plano espiritual - Meu apostolado do primeiro século - O valor da...
Leia a Mensagem

Modificações em curso na estrutura da Terra - Elucidário Cap. III

Modificações em curso na estrutura da Terra - Alargamento das áreas cultiváveis - Os seres humanos não são donos mas apenas hóspedes da Terra -...
Leia a Mensagem

Da necessidade de muitos seres humanos alterarem seu rumo atual - Elucidário Cap. XLVI

Da necessidade de muitos seres humanos alterarem seu rumo atual - Recordem homens e mulheres que são almas encarnadas - A lição da experiência - De como conservar a...
Leia a Mensagem

Esta mensagem é parte do livro Elucidário, da Grande Cruzada do Esclarecimento. Conheça mais sobre o livro Elucidário.

Compre Impresso
Download PDF

Seja um Apóstolo do Nosso Senhor Jesus e ajude divulgar as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento.

Nova Ordem de Jesus

(54) 3461-2412   darcidickel@novaordemdejesus.com.br
Rua Valter Jobim, 282. Bairro Planalto.
CEP 95185-000. Carlos Barbosa, RS. Brasil.

"A palavra que o Senhor Jesus está difundindo na Terra através destas mensagens, deve ser ouvida e meditada por quantos tiverem a ventura de conhecê-la em sua presente vida terrena." - Apóstolo Thomé